quinta-feira, setembro 15, 2005

Boletim Informativo Danilândia

Para os q imaginam q a Danilândia é território de livre trânsito, ledo engano, think again e you wish! Precisa sim receber um visto, o denominado "PINK CARD", e não pensem que é facinho ganhá-lo não, o Márcio que o diga!

Antes de sair explicando como ser agraciado com o porte de um Pink Card, um pouco de história, crianças: Era um dia comum, muito stress, trabalho, trânsito, chefe e portanto houve um semi Clube da Danizinha (a história do Clube eu deixo p/ outro dia), com a Dani e a DaniB. A DaniB então, estressadíssima, tomou uma decisão muito séria, pronunciou ela:
"É isso, só vai transitar no meu mundo os loucos que não me façam mal, isto é, só os loucos que me façam bem! Chega de palhaçada!" (ok, não foram exatamente essas palavras, mas foi bem parecido). Foi então decidido que para sabermos quem eram os loucos autorizados ou não, os liberados receberiam um Cartão Pink, o famoso Pink Card.

Chega de história, vamos ao que interessa; a posse do pink card é definida por uma série de critérios qualitativos, quantitativos, objetivo e subjetivos, tenham sido os mesmos previamente especificados ou não. Entre os critérios existentes estão especialmente: inteligência, bom humor, paciência (muuuuita paciência) e flexibilidade.

Um comentário:

.ws disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.